A melhor dieta para perder peso e melhorar a saúde cardiovascular é uma dieta de baixo Índice Glicémico

A melhor dieta para perder peso e melhorar a saúde cardiovascular é uma dieta de baixo Índice Glicémico

A dieta mais eficaz para a perda de peso e melhorar a saúde cardiovascular é um plano em hidratos de carbono baseada em alimentos de baixo índice glicêmico (IG), de acordo com um estudo realizado pela Universidade de Sydney.

Publicado na revista Archives of Internal Medicine, o primeiro estudo de 12 semanas paralelo, randomizado e controlado do mundo, comparou os efeitos relativos á perda de peso e risco cardiovascular em dietas de baixo IG e de alta carga proteica.

No estudo efetuado pela Professora Jennie Brand-Miller e Joanna McMillan-Price, da Universidade de Sydney Unidade de Nutrição Humana, os resultados mostram que não há “uma dieta que sirva a todos” embora tanto uma dieta Proteica como uma dieta de baixo IG consegue ajudá-lo a perder gordura, o estudo demonstrou que uma dieta de hidratos e carbono de baixo IG reduz significativamente o risco de doença cardíaca.

No estudo, liderado por Joanna McMillan-Price, foram inscritos 129 indivíduos adultos e jovens com excesso de peso e ou obesos (com idade entre 18-40 anos)estes foram atribuídos aleatoriamente para uma das quatro dietas, durante um período de 12 semanas.

Duas das dietas eram dietas ricas em hidratos de carbono, uma com alto IG e outra com baixo IG, e as outras duas dietas ricas em proteínas, igualmente uma com baixo IG e outra com alto IG.

Entre as duas dietas ricas em hidratos de carbono, a que utilizou o baixo IG duplicou a perca de gordura – este efeito foi maior nas mulheres.

Os participantes da dieta proteína com alto IG tiveram os mesmos resultados, obtendo a mesma eficácia na perda de gordura como os que fizeram a dieta de alto teor de hidratos de carbono com baixo IG, entre os dois grupos tiveram efeitos diversos sobre o LDL (mau colesterol) – a dieta com alto teor de proteína de alto IG mostraram aumento dos níveis de LDL ou “mau” colesterol, enquanto houve reduções significativas no grupo que efetuou a de alto teor de hidratos de carbono com baixo IG.

No entanto os que efetuaram a dieta com elevado consumo de proteína e baixa em IG, não obtiveram o mesmo aumento no colesterol total LDL, sugerindo a importância de alimentos de baixo IG ao lado de uma alta ingestão de carne.

“As nossas descobertas sugerem que não é só a ingestão de energia, como também a carga glicémica do alimento que influencia a perda de peso global e a glicemia pós-prandial (níveis de açúcar no sangue depois de comer)”, disse Joanna McMillan-Price.

“Verificou-se que a redução moderada da carga glicémica dos alimentos aumenta a taxa de perda de gordura do corpo, particularmente nas mulheres. Dietas à base de baixo índice glicêmico, produtos integrais, tendem a ser melhor para o coração, maximizando a redução do risco cardiovascular – especialmente se a ingestão de proteínas for alta “, disse Joanna McMillan-Price.

 

 

Referência: http://www.medscape.com/viewarticle/788629#vp_1

 

Siga-nos:

Partilhe este artigo